12/09/2019

Mais comum do que imaginamos, a depressão pós-parto atinge uma parcela significativa de mulheres. Pensando nisso, o artigo busca reunir informações acerca dos possíveis fatores de causa, e o quão os hábitos cotidianos podem atuar na contribuição ou prevenção do transtorno

Depressão pós-parto e suas características

À priori, a depressão pós-parto surge com sintomas de isolamento, o que compromete o vínculo que precisa ser estabelecido entre mãe e bebê. Visto que, quando há necessidade de ingestão de medicamentos antidepressivos, o aleitamento materno pode ficar comprometido.

Depressao-pos-parto-gravidez-com-saude

 

Principais fatores de causa

Por conseguinte, é possível apontar diferentes fatores que causam tal condição após o fim da gravidez, sendo a grande alteração hormonal sofrida pela mulher durante a gestação o principal.

Dentre os demais, podemos citar: Histórico familiar, hábitos não saudáveis relacionados à alimentação e cuidados com o corpo, ansiedade e outros transtornos, problemas relacionados ao ciclo de convívio social.

Depressao-pos-parto-gravidez-com-saude

Depressão pós-parto e o seu tratamento

Antes de tudo, caso haja diagnóstico de um quadro de depressão pós-parto, deve-se buscar auxílio médico com um check-up pós-natal a fim de estabelecer uma rotina para lidar com a condição e buscar sua resolução.


 

Em síntese, um tratamento que prioriza métodos naturais é o mais recomendado. Logo, o uso de medicamentos deve ter um motivo específico e, geralmente, está relacionado com a busca por equilíbrio hormonal. Ademais, qualquer medicação deve ser prescrita por um profissional capacitado, para que haja um tratamento seguro.

Hábitos do cotidiano

Entre os meios ligados a rotina para lidar com a depressão, além do suporte psicológico por meio de psicoterapia e o uso de medicamentos, podemos citar outros 2 pontos muito importantes nesse processo.

A alimentação: uma dieta saudável e rica em alimentos que contenham substâncias como a Vitamina B3, o magnésio e triptofano auxiliam no funcionamento do nosso cérebro em relação a processos orgânicos que influem no sono e humor.

Em suma, grãos e frutas trazem boas quantidades das substâncias.

Onde encontrar: Banana verde (em forma de biomassa); Castanhas; Nozes; Abacate; Aveia; Linhaça; Lentilha; Feijão.

Atividades físicas: a prática de exercícios é de suma importância para rotina de qualquer indivíduo. Diante isso, exercitar-se auxilia a circulação sanguínea e, consequentemente, o processo de oxigenação e liberação de endorfina (hormônio do bem-estar).

Exercícios recomendados: Caminhada, hidroginástica, pilates, musculação, ioga e natação. 

Recomendação

Por fim, sem esquecer do constante suporte médico para tratar a depressão pós-parto, esteja próxima de pessoas que te dão suporte e podem estar presentes para auxiliá-la no que for necessário nesse processo. Cuidar da saúde mental é a chave para uma vida livre da depressão!

 

 

Quer saber mais sobre o projeto?



Para saber mais sobre o projeto e como posso ajudar você a ter uma gravidez com saúde, entre em contato preenchendo os campos abaixo:



Digite aqui o seu Nome
Digite aqui sua cidade
Digite aqui o seu e-mail (ex.: nome@email.com)
Informe seu telefone para contato:
Digite aqui o Corpo da Mensagem que deseja enviar

*Informações Obrigatórias

Publicações Relacionadas

21/02/2020
Ver Mais

04/12/2019
Ver Mais

12/09/2019
Ver Mais

Contato

Tem alguma dúvida? Fale Conosco!

Para mais informações de Contato, Endereço vá para a Página de Contato.

Página de Contato